NOTÍCIAS

05/09/2019 20:26h
Geral

Vereador Fritz participa de entrega de escrituras aos moradores do loteamento Paravá

Vereador Fritz participa de entrega de escrituras aos moradores do loteamento Paravá

Uma das primeiras grandes atuações do vereador Enfermeiro Fritz (PSD) no início do mandato, a luta pela regularização das escrituras dos moradores do parcelamento Vila Romana, na região Leste de Campo Grande, também conhecido como Paravá, (Arara, na língua indígena Terena), teve um resultado bastante positivo na noite da última quarta-feira (4) com a entrega da documentação que formaliza oficialmente a propriedade para 82 famílias que residem no local. O evento contou com a presença do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), do diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação (EMHA), Eneas José de Carvalho, representantes indígenas e de mais de 100 pessoas que residem na região. 

Ao todo, 53 famílias indígenas e 60 famílias de não indígenas possuem casas na região e estão aguardando há 5 anos por essa regularização. Durante esse período houve até uma tentativa de reintegração de posse para o proprietário da área, na época. 

Para Fritz, essa conquista demonstra a importância de todos os envolvidos unirem-se em busca de um objetivo em comum, possibilitando que tanto o controle social quanto o poder público possa encontrar soluções para melhoria da qualidade de vida dos campo-grandenses. “Hoje é o dia que vocês vão pegar a chave da casa de vocês. É o dia que vocês vão concretizar um sonho, lutado por muitas mãos. Para isso, a gente tem três alicerces para podermos concretizar o sonho na vida pública: vontade popular, conhecimento técnico e vontade política. Parabéns a todos pela causa”, destacou, emocionado, o parlamentar.

Desde o início dos trabalhos desenvolvidos pelo parlamentar, o objetivo final era promover essa regularização. Nos últimos dois anos e meio, Fritz levou atendimento de saúde, assistentes sociais e realizou diversas visitas para atender as demandas existentes e prestar contas das ações que estavam sendo realizadas. 

Com a regularização da área, a população indígena local poderá investir na formulação de ações que visam manter as tradições e costumes e os não indígenas terão a oportunidade de conhecer cada vez mais sobre uma cultura diferente e trocar experiências. 

Além disso, a aquisição da documentação das casas contribui para a inserção dessas famílias na malha urbana. A partir de agora, novos investimentos, como implantação de uma rede de saneamento, água e iluminação pública poderão ser instalados, melhorando a segurança e a saúde dos moradores. 

O líder da população indígena local, Cacique Donaldo Fernandes, destacou a felicidade dos moradores em receber esse documento. “É uma alegria muito grande. Quando a gente vê no Brasil, em torno de 300 e poucas línguas e vemos esse projeto. Quando uma equipe do prefeito, juntamente com a EMHA, a comunidade indígena recebendo a regularização desse loteamento. Quero parabenizar a todos”. Já o líder da comunidade não indígena, Justino Ramão Vasquez, ressaltou que “não foi fácil, somente a gente sabe a luta que passamos aqui dentro”.

O prefeito da capital sul-mato-grossense lembrou o compromisso feito de realizar um governo “justo, correto, decente, sem corrupção e voltado para os menores”. Segundo ele, as pessoas que chegam ao ponto de sair de casa e ir morar em condições precárias em busca de um sonho não possuem mais opções. “Ela não tem mais a tua casa própria, o dinheiro para pagar um aluguel, não tem um ombro amigo ou um familiar que deixa morar de favor e não resta outra alternativa a não ser buscar um espaço vazio que ninguém está usando para que ela possa dar carinho e amor para sua família”, disse.

Compartilhe Agora!